Quinta, 26 de Maio de 2022
24°

Pancada de chuva

Itapiranga - SC

Dólar
R$ 4,78
Euro
R$ 5,11
Peso Arg.
R$ 0,04
Destaque Covid-19

SC volta a ter apenas regiões em nível alto e moderado para Covid-19

Atualização do mapa de risco foi divulgada na manhã deste sábado e demonstra melhora em comparação à última semana

07/03/2022 às 08h33
Por: Redação1 Fonte: Nd Mais
Compartilhe:
Reprodução/SES
Reprodução/SES
Santa Catarina voltou a registrar apenas regiões no nível alto e moderado no risco potencial da Covid-19. A atualização divulgada pela SES (Secretaria de Estado da Saúde) na manhã deste sábado (5) mostra cinco regiões no nível moderado (azul) e 12 no nível alto (amarelo). Não há nenhuma região no grave ou gravíssimo.
A situação melhorou em comparação à última semana quando o Estado possuía uma região em nível grave (laranja), 15 em nível alto e apenas uma em nível moderado. Conforme o novo mapa de risco, houve melhora em quatro regiões que estavam no nível alto e passaram para o nível moderado.
As regiões que estão no nível moderado são: Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale do Itajaí, Foz do Rio Itajaí, Laguna e Vale do Itapocu. Já as regiões que estão no nível alto são: Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera, Extremo-Oeste, Extremo-Sul Catarinense, Grande Florianópolis, Médio Vale do Itajaí, Meio-Oeste, Nordeste, Oeste, Planalto Norte, Serra Catarinense e Xanxerê.
Gravidade
O novo mapa de risco demonstra os diferentes níveis dos itens avaliados para determinar a classificação de risco em cada região. A dimensão de Gravidade avalia o número de mortes ocasionadas pela Covid-19 acumulados nos últimos sete dias e também a tendência a curto prazo (três semanas) para a ocorrência de novos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave.
Nove regiões foram classificadas no nível alto: Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale do Itajaí, Extremo Oeste, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Oeste, Serra Catarinense, Vale do Itapocu e Xanxerê.
Outras oito  foram classificadas no nível grave: Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Meio Oeste, Nordeste e Planalto Norte.
Transmissibilidade
A dimensão de transmissibilidade mede o nível de disseminação da Covid-19 e avalia o número de casos ativos por 100 mil habitantes e o número de reprodução efetivo da infecção. Segundo a SES, o número de casos ativos vive uma redução nas últimas semanas, alcançando 15.150 na última sexta (18).
Três regiões foram classificadas como nível moderado: Alto Uruguai Catarinense, Foz do Rio Itajaí e Laguna.
Outras 12 regiões foram classificadas no nível de Alto (amarelo), Alto Vale do Itajaí, Carbonífera, Extremo Oeste, Extremo Sul Catarinense, Grande Florianópolis, Médio Vale do Itajaí, Meio Oeste, Nordeste, Planalto Norte, Serra Catarinense, Vale do Itapocu e Xanxerê.
Duas regiões foram classificadas no nível grave: Alto Vale do Rio do Peixe e Oeste.
Proteção específica
A dimensão Proteção Específica expressa o impacto de ações voltadas para redução de casos graves da Covid-19, substituindo a dimensão Monitoramento. Avalia a cobertura vacinal de duas doses ou dose única e da cobertura da dose de reforço na população com 60 anos ou mais de idade.
Quatro regiões foram classificadas como nível moderado: Alto Uruguai Catarinense, Extremo Oeste, Meio Oeste e Oeste. Outras 11 (onze) regiões foram classificadas no nível alto: Alto Vale do Itajaí, Carbonífera, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Nordeste, Planalto Norte, Serra Catarinense, Vale do Itapocu e Xanxerê,
Outras duas regiões foram classificadas no nível grave: Alto Vale do Rio do Peixe e Médio Vale do Itajaí.
Capacidade de atenção
A dimensão Capacidade de Atenção considera o grau de comprometimento da rede de atenção de alta complexidade para prestar atendimento a pacientes com quadros graves de Covid-19. Considera  indicador de taxa de ocupação de leitos de UTI Adulto para tratamento de Covid-19 em relação ao total de leitos de UTI Adulto disponíveis no Estado.
Nesta dimensão 11 regiões estão com a capacidade de atenção moderada, com taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 abaixo de 20%: Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale do Itajaí, Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Planalto Norte e Vale do Itapocu.
Outras seis regiões estão com a capacidade de atenção alta, com taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 entre 20 e 40%: Extremo Oeste, Meio Oeste, Nordeste, Oeste, Serra Catarinense e Xanxerê.
De acordo com a SES, nenhuma região apresenta uma capacidade de atenção grave ou gravíssima com taxas de ocupação de leitos de UTI Adulto Covid-19 entre 40 e 60%.
A SES destacou que o Estado apresenta um plano de contingência para pronta disponibilização de leitos de UTI para atendimento de pacientes com Covid-19, caso seja necessário, assim como mantém os leitos disponíveis para tratamento de demais patologias. Portanto, mesmo com a disseminação da variante Ômicron por todo o Estado, não existe comprometimento da capacidade de atenção de alta complexidade no momento.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Itapiranga - SC Atualizado às 14h16 - Fonte: ClimaTempo
24°
Pancada de chuva

Mín. 19° Máx. 24°

Sex 26°C 19°C
Sáb 24°C 19°C
Dom 23°C 19°C
Seg 23°C 18°C
Ter 21°C 16°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Enquete
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias