7°C 10°C
São Miguel do Oeste, SC
Publicidade

A Defesa Civil Estadual e a Sala de Situação seguem monitorando o avanço de uma frente fria que trará chuvas ao RS entre os dias 15 e 18 de junho

Também pode ocorrer lenta elevação de rios principais, além de alagamentos pontuais.  

14/06/2024 às 07h35
Por: Redação1 Fonte: Defesa civil RS
Compartilhe:
Defesa Civil RS
Defesa Civil RS

A Defesa Civil Estadual e a Sala de Situação seguem monitorando o avanço de uma frente fria que trará chuvas ao RS entre os dias 15 e 18 de junho

Os modelos de previsão de quinta-feira (13) indicam que os volumes acumulados para o período podem variar entre 100 mm e 200 mm nas regiões das Missões, Noroeste, Norte, Centro, Vales, Região Metropolitana e Litoral Norte.

Segue a condição de um novo bloqueio atmosférico no Brasil central, que deve fazer com que frentes frias e instabilidades fiquem atuando no Sul do país. 

No sábado (15), as instabilidades predominam sobre grande parte do RS, com chuvas moderadas a fortes e descargas elétricas. 

Em áreas da Campanha, Sul, Missões e Centro, há risco de eventual queda de granizo e rajadas de vento. Os acumulados podem variar entre 20mm/dia aos 30 mm/dia, podendo chegar a casa dos 50 mm/dia no Oeste, Centro, Campanha e Sul gaúcho.

No domingo (16), com a atuação da baixa pressão, fluxo de umidade vindo do norte e formação de uma frente fria, as chuvas serão intensas sobre as Missões, Noroeste, Centro, Vales, RMPOA, Costa Doce, Litoral Médio e Norte e Serra gaúcha. Os volumes podem variar entre 40mm/dia e 70 mm/dia, devendo passar pontualmente dos 110 mm/dia nas Missões, Centro, Vales, RMPOA e Litoral Norte, com condição de ventos pontualmente fortes. 

A Sala de Situação do Estado seguirá monitorando as condições hidrometeorológicas para a próxima semana as quais, hoje (13), indicam uma tendência de permanência das chuvas no Estado, e trazendo atualizações ao longo do período.

A Defesa Civil do RS já está articulando junto às prefeituras a adoção de medidas preventivas, especialmente em locais com pequenos rios, córregos e sistemas de escoamento que demandem manutenção e limpeza em razão dos eventos meteorológicos anteriores, permitindo a adequada vazão e escoamento dos eventuais volumes de chuvas que possam ocorrer. Também pode ocorrer lenta elevação de rios principais, além de alagamentos pontuais.  

Também está orientando os municípios a verificarem as áreas de risco propensas a movimentos de massa, para que as medidas preventivas dos Planos de Contingência municipais possam ser adotadas oportunamente.

Lenium - Criar site de notícias