Quarta, 26 de Janeiro de 2022 11:12
(55) 99612-5337
35°

Pancada de chuva

Itapiranga - SC

Dólar com.

R$ 5,43

Euro

R$ 6,12

Peso Arg.

R$ 0,05

Geral Cervos

Cervos são vistos em praça de Gravataí

Cervos são vistos em praça de Gravataí

02/10/2019 07h20 Atualizada há 2 anos
Por: Redação
Cervos são vistos em praça de Gravataí

Dois cervos que seriam da espécie exótica Dama dama, originária da Europa e da Ásia, foram vistos em uma praça do bairro Parque dos Eucaliptos, em Gravataí, na madrugada desta segunda-feira (30). Leonardo Evaristo, 23 anos, passava de carro pela Rua Coronel Sampaio, quando avistou os animais.

– Primeiro, achei que eram estátuas. Afinal, estavam no meio da cidade, não podia ser verdade – diz o pesquisador da UFRGS, que registrou o flagrante em vídeos e fotos.

Ele e os amigos chegaram a se aproximar cerca de cinco metros dos bichos e viram eles se deslocarem em direção ao Arroio Barnabé.

– Foi surpreendente, eram animais que eu só tinha visto em zoológico – completa.

A Fundação Municipal de Meio Ambiente de Gravataí (FMMA) foi avisada sobre a aparição, mas não encontrou os animais. Márcia Becker, diretora de bem-estar animal da FMMA, confirmou que a espécie não é nativa da região. Ela acredita que os animais tenham escapado do Pampas Safari, atualmente desativado, antes de um abate polêmico em 2018. À época, o Pampas sacrificou cerca de 300 cervos, por suspeita de terem tuberculose bovina. O flagrante realizado por Evaristo ocorreu a cerca de dois quilômetros da área do safari.

Márcia relata que, há quatro meses, três cervos foram vistos no bairro Neópolis, onde fica o antigo Pampas Safari, mas que as equipes também não conseguiram capturá-los. Há duas semanas, afirma ela, uma fêmea foi encontrada morta, atropelada na RS-118.

– Nossa preocupação é que alguém mate, tente capturar e acabe provocando algum acidente ou que esses animais morram atropelados também – afirma Márcia, pedindo que, caso alguém os aviste, entre em contato com a Guarda Ambiental pelo telefone (51) 99733-1286 e não tente se aproximar.

Apesar da proximidade com o Pampas, o médico veterinário Paulo Wagner, responsável do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) pela fauna silvestre do Rio Grande do Sul, não acredita que se tratem de animais que tenham escapado do parque. Para ele, o mais provável é que sejam bichos remanescentes de uma antiga venda do Pampas a criadores locais. Como a espécie não aceita o cativeiro, cervos acabaram fugindo.

– Não são animais que tenham fugido do Pampas, não. Os últimos animais do Pampas foram sacrificados já faz meses – diz, afirmando que esses vistos agora em Gravataí são da espécie Dama dama, uma das que estão sendo contrabandeadas de países vizinhos. – Temos um grande problema no Estado de entrada de cervídeos exóticos via Uruguai.

Entre 2003 e 2017, um relatório elaborado pela Secretaria de Agricultura e pelo Ibama apontou que pelo menos 74 animais, sobretudo cervos, haviam sido identificados com tuberculose bovina no Pampas. Esse assunto foi uma grandes polêmicas de 2017, quando houve a largada de uma batalha judicial entre a família proprietária do Pampas e grupos de proteção animal. A população de cerca de 300 cervos foi abatida em etapas entre 30 de novembro e 12 de dezembro de 2018.

Márcia está certa de que os exemplares que apareceram não têm a doença:

– Se tivessem, não teriam sobrevivido até agora.

O Pampas Safari está fechado para visitação desde junho de 2016, quando o Ibama cancelou a licença de funcionamento devido a problemas que foram listados em relatórios oficiais, indicando estrutura degradada no local. Procurados, os representantes do parque preferiram não se manifestar.

Gaúcha ZH

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias