Quarta, 26 de Janeiro de 2022 11:24
(55) 99612-5337
35°

Pancada de chuva

Itapiranga - SC

Dólar com.

R$ 5,43

Euro

R$ 6,12

Peso Arg.

R$ 0,05

Geral Irã

Irã admite ter derrubado avião ucraniano com 176 pessoas

Irã admite ter derrubado avião ucraniano com 176 pessoas

11/01/2020 08h54 Atualizada há 2 anos
Por: Redação
Irã admite ter derrubado avião ucraniano com 176 pessoas

O Irã admitiu na madrugada deste sábado (11) ter derrubado por engano um avião ucraniano na última quarta-feira. A aeronave levava 176 pessoas de sete nacionalidades que não sobreviveram. A informação é do jornal New York Times.

O Irã divulgou, nesta sexta-feira (10) imagens gravadas por câmeras de segurança em um subúrbio de Teerã que mostram o impacto e a explosão causados pela queda do Boeing 737-800 na madrugada da última quarta. O acidente matou todas as 176 pessoas que estavam a bordo da aeronave.

Segundo o governo iraniano, o ataque 'não foi intencional' e teria sido causado por 'erro humano'. A aeronave teria se aproximado de uma base da Guarda Revolucionária Iraniana.

O voo saiu do aeroporto de Teerã e tinha como destino Kiev, capital da Ucrânia. A aeronave deixou de transmitir sinal minutos depois da decolagem e caiu. O acidente ocorreu pouco depois que o Irã disparou mísseis em duas bases dos Estados Unidos no Iraque.

O avião tinha 176 passageiros, sendo 82 iranianos, 63 canadenses, 11 ucranianos, 10 suíços, 7 afegãos e 3 alemães, além de 9 membros da tripulação. Todos morreram.

Pressão internacional

O ministro das Relações Exteriores do Canadá, François-Philippe Champagne, anunciou nesta sexta-feira (10) a criação de um grupo internacional de trabalho para pressionar o governo do Irã a fazer uma investigação completa sobre a queda do Boeing 737-800 da Ukrainian Airlines.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, disse que indícios apresentados pelo serviço de inteligência de seu país mostravam que a aeronave teria sido abatida por um míssil terra-ar da defesa antiaérea iraniana.

O governo do presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira (10) novas sanções contra o Irã depois do ataque a duas bases militares norte-americanas no Iraque na última terça.

O secretário de Estado, Mike Pompeo, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, disseram que as sanções vão atingir oficiais sêniores do Irã, empresas de aço, ferro e cobre.

Via R7 com agências internacionais

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias