Quarta, 26 de Janeiro de 2022 09:03
(55) 99612-5337
Geral Ronaldinho

Ronaldinho Gaúcho é detido com passaporte falso no Paraguai

Ronaldinho Gaúcho é detido com passaporte falso no Paraguai

05/03/2020 08h09 Atualizada há 2 anos
Por: Redação
Ronaldinho Gaúcho é detido com passaporte falso no Paraguai

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Assis Moreira, são investigados por uso de passaporte falso e ficaram sob custódia no hotel onde estavam hospedados em Assunção, no Paraguai, na noite dessa quarta-feira (4). O ex-atleta está na capital paraguaia para compromissos comerciais.

Durante busca da Polícia Nacional e autoridades dos ministérios do Interior e Público na suíte em que o ex-atleta está hospedado foram encontrados documentos adulterados,segundo o Ministério do Interior do Paraguai.

Foram apreendidos passaportes, carteiras de identidade e os telefones celulares de Ronaldinho e do irmão.

Ronaldinho e o irmão passaram a noite retidos, sob custódia, no hotel Yatch y Golf Clube. De acordo com a imprensa paraguaia, eles têm audiência nesta quinta (5) com representantes do Ministério Público local e devem prestar depoimentos. Após serem ouvidos, o MP decidirá se denuncia ou não os dois brasileiros.

O advogado de Ronaldinho e Assis, Sérgio Queiroz, disse que "certamente trata-se de algum equívoco que será esclarecido".

Em 2018, Ronaldinho e o irmão tiveram os passaportes apreendidos por não cumprirem sentença que os condenava a pagar indenização por danos causados em área de preservação em Porto Alegre. O valor passava de R$ 8,5 milhões.

Em 2019, o ex-jogador foi nomeado embaixador do turismo brasileiro pelo governo federal mesmo tendo os passaportes brasileiro e espanhol retidos pela Justiça e sendo proibido de renovar os documentos.

Na página oficial da Embratur, o ex-jogador disse na ocasião que sua missão é "recuperar nossa imagem internacionalmente”. Ele, no entanto, não poderia viajar para países que exijam passaporte.

MSN

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias