Terça, 19 de Outubro de 2021 19:09
(55) 99612-5337
Geral Suspeito

Suspeito foge algemado da delegacia após ser preso no RS

Suspeito foge algemado da delegacia após ser preso no RS

10/03/2020 15h31 Atualizada há 2 anos
Por: Redação
Suspeito foge algemado da delegacia após ser preso no RS

Suspeito foge algemado

Um homem fugiu da Delegacia de Polícia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DPHPP) de Novo Hamburgo, na Região Metropolitana, na noite desta segunda-feira (9). O suspeito, que é investigado por envolvimento em um possível assassinato, se soltou de uma cadeira e escapou, ainda algemado, por volta das 22h. O homem está foragido.

A Polícia Civil não informa nome e imagem dos suspeitos com base na lei de abuso de autoridade.

"Como não temos cela, os presos ficam algemados em cadeiras. Ele conversou com o advogado em uma sala reservada, saiu, voltou para o corredor e, em um momento de distração, conseguiu arrebentar um pedaço da cadeira e fugiu. Acreditamos que tenha sido pela porta", diz o delegado Márcio Niederauer.

Ficha criminal

O suspeito, que tem antecedentes criminais por estelionato, é investigado por um crime ocorrido na madrugada de sexta-feira (6). Segundo o delegado, ele aparece em imagens de uma câmera de segurança deixando o apartamento onde mora com a esposa e filha com sacolas nas mãos.

"Encontramos elementos de que uma pessoa havia sido baleada no local. Trabalhamos com [a hipótese de] um homicídio. Até o momento não encontramos o corpo", afirma Niederauer.

No local, foram encontradas armas e mais de R$ 2 milhões em dinheiro de diversos países. A mulher, de 35 anos, foi presa em flagrante por porte ilegal de arma e lesão corporal, e a filha, que tem 16 anos, foi apreendida.

PRISÃO

Após três dias de buscas, o suspeito foi localizado em uma garagem, no centro de Novo Hamburgo, por volta das 15h30 de segunda-feira.

Ambos foram detidos em flagrante com seis armas com numeração raspada — incluindo uma pistola com silenciador, item que é de uso proibido no Brasil —, moedas de diversos países, documentos e placas veiculares. O outro homem segue detido.

Um pedido de prisão preventiva deve ser encaminhado à Justiça pela Polícia Civil. A Brigada Militar e outras forças policiais fazem buscas ao suspeito.

Por G1 RS

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias