Terça, 18 de Janeiro de 2022 01:29
(55) 99612-5337
Geral Três

Três regiões têm pioras e passam para bandeira laranja no RS

Três regiões têm pioras e passam para bandeira laranja no RS

07/06/2020 08h50 Atualizada há 2 anos
Por: Redação
Três regiões têm pioras e passam para bandeira laranja no RS

O governo do Estado do Rio Grande do Sul atualizou, no final da tarde deste sábado, o sistema de Distanciamento Controlado, no combate à disseminação da Covid-19. Três regiões tiveram pioras: Santa Cruz, Ijuí e Santa Rosa passaram para bandeira laranja, com risco médio. Apenas Pelotas, que estava em bandeira laranja, retornou ao nível amarelo. As demais permanecem como estão. 

Assim, apenas quatro áreas do Rio Grande do Sul apresentam bandeira amarela, com nível baixo de risco: Bagé, Cachoeira do Sul, Pelotas e Taquara.

A região de Pelotas, composta por 22 municípios, não apresentou nenhuma bandeira vermelha ou preta nos 11 indicadores. A predominância de bandeiras amarelas ocasionou a troca.

Laranja

Santa Cruz do Sul teve troca para laranja especialmente devido a uma bandeira preta no número de hospitalizações. A região saiu de três para oito nas últimas duas semanas. Também houve uma bandeira vermelha na variação de leitos de UTI disponíveis para Covid-19, baixando de 57 para 39.

Mesmo melhorando em outros indicadores, a área de Santa Rosa somou sete novas internações nos últimos 14 dias, o que ultrapassa o limite de cinco novas hospitalizações previsto no modelo para se manter na bandeira amarela. Por isso, seus 22 municípios passam para a cor laranja.

Em relação a Ijuí, a situação se agravou na última semana em cinco pontos que são medidos pelo modelo. Entre as quais, a variação do número de novas hospitalizações por Covid-19 (passando de um na semana anterior para cinco nesta semana) e a razão entre casos ativos e recuperados são indicadores que atingiram o grau mais extremo. A região ainda registrou aumento de novas hospitalizações e na incidência de novos óbitos no comparativo com a população, bem como viu reduzir os leitos de UTI disponíveis para atender pacientes com Covid-19.

As regiões de Capão da Canoa e Uruguaiana, que haviam ido para bandeira laranja, permaneceram com risco médio. No último fim de semana, quando o Estado atualizou o sistema, as duas regiões apresentaram aumento na hospitalização por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e, por isso, foram alteradas. 

No Rio Grande do Sul, o número de registros de hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave diminuiu 13% nas últimas semanas. No entanto, o número de internados em UTI aumentou 4,9% no mesmo período.

As novas bandeiras e protocolos atualizados valem por mais uma semana, até o próximo domingo, dia 14 de junho. No próximo sábado, o governo do Estado deve realizar outra troca. Segundo o Palácio Piratini, o modelo de Distanciamento Controlado tem o "objetivo de equilibrar a prioridade de preservação da vida com uma retomada econômica responsável em todo o Rio Grande do Sul".

Fonte: Correio do Povo

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias