Quinta, 28 de Outubro de 2021 09:10
(55) 99612-5337
Geral Gestante

Gestante de SC ganha 'charreata' surpresa após cancelar chá de bebê por causa da pandemia

Gestante de SC ganha 'charreata' surpresa após cancelar chá de bebê por causa da pandemia

18/06/2020 09h30 Atualizada há 1 ano
Por: Redação

Uma gestante de Joinville, no Norte catarinense, foi surpreendida com uma "charreata" após precisar cancelar o chá de bebê por causa da pandemia do novo coronavírus. A celebração que antecedeu a chegada de Caio, filho de Jaqueline Furlan, de 26 anos, ocorreu na tarde de sábado (13) e foi adaptada às novas regras de comportamento social. A tradicional festa deu lugar a uma carreata, na qual os convidados puderam participar da comemoração sem sair dos veículos. A aglomeração de pessoas e realização de eventos está proibida em todo o estado desde março.

"Eu não esperava. Meu coração acelerou e eu disse para o Rodrigo: 'É pra nós?' E ele falou: 'Vamos lá ver!'. Quando fui na porta da sala, me dei conta que todos aqueles carros eram pessoas da nossa família e amigos", recorda a analista de implantação.

Jaqueline conta que a comemoração havia sido marcada antes da pandemia, para o dia 6 de junho, mas precisou ser cancelada.

"Iríamos enviar os convites, mas decidimos esperar um pouquinho, pensando que tudo iria passar. Um mês antes do evento, o próprio local cancelou a reserva e então decidimos cancelar o evento, pensando no bem de todos. Foi necessário, porém, doloroso", disse.

A surpresa veio uma semana depois do dia previsto. Em vez da casa de festas, o chá de bebê para o primeiro filho de Jaqueline e Rodrigo Carvalho, juntos há 12 anos, foi na calçada da casa onde moram, no bairro Costa e Silva.

Minutos antes da chegada dos carros, o local ganhou até uma decoração para organizar os presentes deixado por familiares e amigos. Cerca de 80 convidados participaram da surpresa, todos eles dentro dos próprios veículos.

Organização em meio às restrições

Bruna Rosa, amiga de Jaque, foi uma das responsáveis por colocar em prática a "charreata". Ela conta que teve ajuda de outras seis pessoas, com o objetivo de cada uma delas representar uma área da vida da amiga: seus familiares, amigos e colegas de trabalho.

O planejamento foi feito por meio de mensagens trocadas em aplicativo de mensagem. Também foi por meio das redes sociais que os convidados souberam da surpresa.

"A gente tentou convidar todo mundo que ela chamaria para um chá de bebê normal. As pessoas foram até o final da rua, deram a volta, e do outro lado da rua tinha alguém entregando as lembrancinhas", contou.

No dia evento, todos estavam de máscaras. Bruna conta que o planejamento levou em conta as medidas de distanciamento e higienização, inclusive na hora de recolher os presentes. As orientações também foram repassadas aos convidados antecipadamente.

"Eu e a Aline (outra amiga) pegaríamos as fraldas dos carros, pra ela não ter o contato e também poder curtir o momento. Antes de sair para a charreata, ressaltamos que a Jaque é gestante, do grupo de risco, e por isso ninguém desceria dos carros. A gente orientou que ninguém nem parasse, que realmente a demonstração de carinho e afeto fosse feita de longe", destaca.

Junto com os presentes, os convidados também entregaram cartas, na qual escreveram os votos ao casal e ao bebê.

Por Karollayne Rosa, G1 SC

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias