Quarta, 26 de Janeiro de 2022 09:28
(55) 99612-5337
33°

Pancada de chuva

Itapiranga - SC

Dólar com.

R$ 5,44

Euro

R$ 6,15

Peso Arg.

R$ 0,05

Geral Companhias

Companhias aéreas anunciam mais de 30 mil demissões

Companhias aéreas anunciam mais de 30 mil demissões

01/10/2020 09h02 Atualizada há 1 ano
Por: Redação
Companhias aéreas anunciam mais de 30 mil demissões

As companhias aéreas American Airlines e United anunciaram nesta quarta-feira (30) que começarão a cortar mais de 30 mil empregos, após o fracasso das negociações para estender a ajuda do governo americano ao setor aéreo, afetado pela pandemia.

Ambas as empresas assinalaram que poderão cancelar as demissões se os dirigentes republicanos e democratas chegarem a um acordo em Washington nos próximos dias.

A American Airlines informou que começará a demitir 19 mil funcionários nesta quinta (1º). A United informou que cortará cerca de 13 mil empregos.

"Recontrataremos se os dirigentes chegarem a um acordo", afirmou o diretor executivo da American Airlines, Doug Parker, em carta dirigida aos funcionários. A United fez o mesmo em mensagem aos seus trabalhadores.

O tráfego aéreo, em queda brusca desde o começo da pandemia, está longe de retomar seu nível normal. O número de passageiros que passam pelo controle de segurança nos aeroportos americanos caiu entre 60% e 70% em relação ao mesmo período de 2019, segundo dados oficiais.

O governo dos Estados Unidos propôs a inclusão de uma extensão de US$ 20 bilhões na ajuda para a indústria aérea em uma nova proposta de estímulo para os democratas da Câmara no valor de mais de US$ 1,5 trilhão, disse na quarta-feira o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows.

As aéreas norte-americanas vinham pedindo outros US$ 25 bilhões em auxílio a pagamento de salários para proteger empregos por mais seis meses depois que o pacote atual, que proíbe licenças, venceu.

Meadows se recusou a fornecer o valor total da última proposta da Casa Branca, mas disse que o dado fica "certamente acima da marca de US$ 1,5 trilhão que foi articulada até agora".

Por France Presse

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias