Terça, 19 de Outubro de 2021 18:14
(55) 99612-5337
Geral Grêmio

Grêmio volta a vencer o Guaraní e avança às quartas de final da Libertadores

Grêmio volta a vencer o Guaraní e avança às quartas de final da Libertadores

04/12/2020 08h43 Atualizada há 10 meses
Por: Redação
Grêmio volta a vencer o Guaraní e avança às quartas de final da Libertadores

O Grêmio precisava apenas administrar a vantagem conquistada no jogo de ida para ir às quartas de final da Libertadores. Fez mais do que isso. Na noite desta quinta-feira, na Arena, voltou a vencer o Guaraní do Paraguai, por 2 a 0, e assegurou classificação à próxima fase da competição continental sem correr nenhum tipo de risco. 

Os gols foram marcados um em cada tempo. Após demora na consulta pelo VAR, o gol de Ferreira em cruzamento de Cortez foi confirmado pela arbitragem. No último lance do jogo, Rodrigues fez o segundo e definiu o marcador. 

Com o resultado, o Grêmio garante vaga nas quartas de final da Libertadores para enfrentar o Santos. As datas ainda não foram confirmadas pela Conmebol. Por ter melhor campanha na primeira fase, quem decide em casa é o time paulista. 

Agora, o Tricolor dá um tempo na competição e volta as atenções para o Brasileirão. Enfrenta o Vasco, no domingo, às 16h, na Arena. 

Grêmio sai na frente, mas perde Jean Pyerre no fim do primeiro tempo 

O jogo começou com um atraso de 10 minutos por conta de uma confusão com os uniformes. O Guaraní entrou com um uniforme reserva, em tom de azul claro, já que a equipe de arbitragem foi a campo com amarelo e preto, cores do time paraguaio. Por conta disso, os árbitros e os visitantes tiveram de voltar aos vestiários para ajustar as vestimentas. 

Logo aos seis minutos, o Grêmio abriu o placar. Cortez foi acionado pela esquerda e cruzou rasteiro para Ferreira, que substituiu Luiz Fernando, de última hora, por conta de um desconforto. Ele empurrou para o gol vazio, mas o lance ficou parado para conferir a situação de Cortez na hora do primeiro passe. Após muita demora, o árbitro confirmou a posição legal e validou a bola na rede, que abriu o placar para o Tricolor. 

Já o Guaraní pouco conseguiu produzir, esbarrando na clara limitação técnica de sua equipe. A primeira chegada ocorreu apenas aos 28 minutos. Após jogada pela direita, o cruzamento buscou Baéz na segunda trave. Ele subiu mais alto que Orejuela e cabeceou buscando o ângulo de Vanderlei, mas ela subiu e passou por cima do travessão, dando apenas um susto na torcida.  

No entanto, o primeiro tempo não foi apenas de notícias boas. Já aos 44 minutos, Jean Pyerre foi acionado em velocidade e não partiu. Logo depois, caiu no gramado sentindo dores. Um dos principais jogadores da retomada do Grêmio não conseguiu seguir na partida: foi substituído por Isaque e deixou preocupada a torcida mesmo com o 1 a 0 a favor no intervalo. 

Grêmio administra vantagem no segundo tempo 

Para tentar reverter a enorme desvantagem, o Guaraní mexeu duas vezes. Mas foi o Grêmio quem começou mais perto de ampliar, em duas chegadas antes dos dez minutos. Primeiro, Lucas Silva recebeu após trama pela esquerda e bateu forte, obrigando Sérvio a fazer grande defesa. Depois, o ataque se atrapalhou, e Churín e Ferreira bateram cabeça, deixando de marcar o segundo do Tricolor. 

O jogo caiu de rendimento na segunda etapa. O Guaraní pouco conseguiu criar de diferente para furar o bloqueio. Já o Grêmio administrava a vantagem e, sem dificuldades, conseguia manter a marcação encaixada para praticamente não correr riscos, a não ser por uma intervenção de Vanderlei aos 11 minutos, mandando bola para escanteio.

Aos 20, o Grêmio até chegou ao gol. No entanto, o árbitro Wilmar Roldán flagrou impedimento de Isaque, que empurrou a bola para as redes após bate rebate da zaga com Darlan. O VAR confirmou que o jogador estava adiantado, e o placar se manteve em 1 a 0. 

Nos minutos finais, restou ao Grêmio tocar a bola, com as trocas promovidas por Renato dando novo fôlego ao time. Primeiro, Maicon e Pinares entraram. Depois, foi a vez de Diego Souza e de Gui Azevedo receberem oportunidade de minutagem na Libertadores.

Diego Souza foi o mais participativo: foi atingido no rosto e viu Benítez ser expulso em lance faltoso no campo de ataque. Além disso, deu assistência para Rodrigues marcar o segundo, no último lance do jogo: ele arrancou e abriu para o zagueiro apenas empurrar para o gol vazio, definindo o placar em 2 a 0 e a classificação para as quartas de final da competição.

Fonte: Correio do  Povo

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias