Segunda, 19 de Abril de 2021 08:34
(55) 99612-5337
Esportes ITAPIRANGA

MENINA DE ITAPIRANGA É UMA DAS REVELAÇÕES DO BRASILEIRO FEMININO SUB-18

Maiara jogou o Brasileiro Feminino A2 pela Chapecoense e depois o Brasileiro Feminino sub-16 emprestada para o Iranduba-AM

18/03/2021 09h01
5.536
Por: Redação 2
Divulgação
Divulgação

O futebol é indiscutivelmente uma paixão nacional. E quem um dia nunca sonhou em ser jogador de uma grande equipe e quem sabe jogar na seleção?

O sonho que era exclusivamente dos meninos até pouco tempo, agora começa a ser também de muitas meninas.

Esse é o caso da menina de Itapiranga, Maiara Carolina Niehues. 

A menina que sempre acompanhou o pai nos jogos na comunidade da linha São Ludgero - interior de Itapiranga-SC - onde a família reside, foi onde Maiara deu os seus primeiros passos, ou digamos, chutes.

Maiara foi descoberta quando a família foi para a cidade para uma reunião política, e ao invés de se juntar as meninas para brincar, Maiara foi jogar futebol com os meninos. Foi ai que o professor de educação física, Braz Wermuth, viu o talento da menina, que era a única menina a jogar em meio aos meninos. 

Braz conversou e convenceu os pais a transferirem a menina que estudava na Escola Santo Antônio, no interior do município, para a EEB São Vicente, para que Maiara pudesse jogar o Moleque Bom de Bola, competição famosa no Sul por revelar atletas de base e fomentar o futebol nas escolas.

No ano seguinte, vendo o potencial da menina, os professores Braz e Valdoir Carneiro, incentivaram e auxiliaram a sua ida para poder desenvolver e ter uma oportunidade de crescer dentro do esporte.

Depois a menina de Itapiranga teve passagens por ACOFF/Concórdia e ADELL/Chapecó – onde representou a Chapecoense.

Com a ADELL e pela Chapecoense Maiara conquistou títulos e visibilidade. Entre eles os Catarinense de Futsal Feminino sub-15 e sub-17. Conquistou o 3o. lugar da Liga de Desenvolvimento da Conmebol Sub-14 em 2018 (São Paulo/SP) e o vice da Sub-16 em em 2019 (Criciúma/SC). 

No mesmo ano, Maiara ainda conquistou o 3o. Lugar na Nike Premier Cup (São Paulo/SP), foi Campeã Catarinense de Futebol Feminino Sub-17, primeiro titulo da história da categoria em Santa Catarina. 

Aos 15 anos já jogou o seu Primeiro Brasileiro Feminino Sub-18 (Flores da Cunha-RS), onde já despertou o interesse de Ferroviária e Corinthians. 

Em 2020, aos 16 anos, Maiara jogou o Brasileiro Feminino A2 pela Chapecoense e depois o Brasileiro Feminino sub-16 emprestada para o Iranduba-AM. 

Com a não participação da Chapecoense no Brasileiro Feminino sub-18, Maiara recebeu convites e propostas de São Paulo, Santos, Palmeiras, Iranduba, Ferroviária, Audax, Grêmio e Botafogo, mas o coração bateu mais forte e Maiara foi para o Internacional.

Muitas foram as mãos que ajudaram Maiara. Os professores das escolas por onde Maiara passou, os primeiros técnicos Braz e Valdoir. O diretor da Escola São Vicente em Itapiranga, Eduardo Guarienti, que ajudava pagando parte do transporte da atleta para poder ir aos treinos na cidade. O técnico de Concórdia Emiliano Ferrari e o coordenador da ADELL e Chapecoense, Amauri Giordan. A família e seu Marcelino também foram grandes incentivadores e nunca mediram esforços para que a filha fosse feliz e seguisse o seu sonho.

Maiara já vem a tempo se destacando, no sub-16 em Sorocaba ela foi uma das destaques da competição. Agora no sub-18, novamente ela ganha destaque e projeção ajudando as Gurias coloradas a chegarem a grande final do brasileiro. Quem sabe Itapiranga pode ter a primeira atleta a servir a Seleção Brasileira Feminina de Futebol em breve.


FINAL BRASILEIRO FEMININO SUB-18 

Depois de uma campanha quase perfeita, o Internacional chegou a grande FINAL do BRASILEIRO FEMININO SUB-18, e quer agora o Bicampeonato da competição.

Na primeira fase em, em Sorocaba-SP, as gurias coloradas venceram Palmeiras, Toledo/Coritiba e Bahia.

Na segunda fase em Criciúma-SC, depois de jogos contra Palmeiras, Santos e Flamengo, a vaga para as Semi Finais.

Na semi finais pela frente o São Paulo. No primeiro jogo em Porto Alegre, derrota, e no segundo jogo em Cotia-SP, a vitória no tempo normal e a vaga para a final nos pênaltis. 

No primeiro jogo da grande final, no Estádio das Laranjeiras-RJ, o Inter deixou escapar o empate no finalzinho, Fluminense 2-1 no Inter. Agora as gurias coloradas precisam ganhar em casa por qualquer placar para levar a decisão para os pênaltis, o empate dá o titulo para o time carioca. 

Nesse final de semana (20/03 – Sábado), acontece o segundo jogo da grande FINAL do BRASILEIRO FEMININO SUB-18. O jogo será no Beira Rio às 21h30.

Maiara descreveu um pouco o sentimento de estar jogando no Inter e participando dessa grande final. 

“...É um sentimento muito grande, estou muito feliz de estar jogando no Inter, um dos maiores times do Brasil... Sou grata a tudo que está acontecendo na minha vida.”

“Fomos informadas sobre a mudança do local da partida, agora a jogo será no Beira-Rio, é um sonho que se realiza e espero que possamos trazer o título aqui pro Rio Grande. Estamos treinando forte essa semana, precisamos corrigir os erros, sabemos que o Fluminense é um time forte com meninas que já jogam a tempo juntas, mas estamos confiantes e vamos trabalhar para trazer o Bicampeonato para o Inter.”

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias