Segunda, 20 de Setembro de 2021 10:36
(55) 99612-5337
Geral CORONAVÍRUS

Quatro hospitais de Santa Catarina relatam risco de falta de medicamentos para intubação

Documento assinado por quatro unidade de saúde relata também de possibilidade de falta de vagas

22/03/2021 17h28
Por: Redação 2 Fonte: NSC Total
ilustrativa/Rovena Rosa/Agência Brasi
ilustrativa/Rovena Rosa/Agência Brasi

Em meio ao aumento de casos de Covid-19 e também da procura por leitos em UTI, três hospitais particulares e um filantrópico de Florianópolis fizeram um alerta. Em um documento encaminhado ao Ministério Público na quinta-feira (18), as unidades comunicaram que há chance de faltar insumos utilizados na intubação de pacientes. A falta de vagas na Terapia Intensiva e até mesmo de ventiladores mecânicos também é temida.

O estoque de medicamentos sedativos e bloqueadores musculares, que são usados na intubação, está zerado ou próximo de acabar nestas unidades. Segundo o texto, isso acontece mesmo com esforços para a aquisição de mais doses. Assinam a carta os diretores do SOS Cárdio, Hospital Unimed Grande Florianópolis, Hospital Baía Sul e do Imperial Hospital de Caridade.

O diretor do Hospital Baía Sul, o médico Rafael Vasconcellos, conta que a unidade não enfrentou a falta de insumos, mas viu a demanda por medicamentos aumentar muito entre o fim de fevereiro e o início de março.

- No dia a dia o que a gente vê é que os insumos vinculados à unidade da Covid-19, desde recursos humanos, respiradores, ou seja, desde a parte de infraestrutura pesada até os medicamentos, vem sendo bastante demandados e com isso nós vamos chegando realmente a níveis críticos - colocou Vasconcellos.

O médico alerta que para além da compra de insumos é necessário que se reduza o número de casos ativos da doença. Uma queda nos infectados, explica Vasconcellos, daria tempo para o sistema de saúde se organizar e atender melhor a demanda de doentes.

Dos 397 pacientes que aguardavam por um leito em UTI em SC até domingo (21), 79 estavam na Grande Florianópolis. A região é a segunda com mais pacientes nessa condição, ficando atrás apenas do Norte do estado.

Ministério Público analisa documento

Segundo o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) as informações encaminhadas pelos hospitais estão sendo analisadas e a Promotoria deve definir ainda nesta segunda-feira (22) algum posicionamento

O órgão apontou que apesar da compreensível situação de colapso, a responsabilidade pela compra de insumos é dos estabelecimentos de saúde. O MPSC também colocou que buscou o endurecimento de medidas e com a Defensoria Pública tentou um lockdown por 14 dias.

Em um primeiro momento, a Justiça definiu que a decisão caberia ao Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES). O grupo foi contra a medida e determinou outras restrições como escalonamento de horários do comércio e multas para quem for flagrado sem máscara. 

Após uma decisão liminar, o governo do Estado voltou a ter a palavra final sobre as ações e até o momento manteve o decreto baseado na decisão dos técnicos da saúde.

Governo reconhece desabastecimento

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES) há problema de desabastecimento de medicamentos e materiais hospitalares devido à alta demanda nacional. A pasta diz que pelo menos três medicamentos usados no "kit intubação" estão escassos no estoque estadual.

Existe uma tentativa de compra de insumo por meio de licitações e no dia 13, segundo a SES, o Estado recebeu um volume de medicamentos necessário para o abastecimento por sete dias do kit intubação. Parte do montante foi encaminhado ao Imperial Hospital de Caridade, que assina o documento enviado ao Ministério Público.

A Secretaria afirma ter doado de janeiro até o início de março 129 mil medicamentos aos hospitais filantrópicos. Mesmo assim, a pasta reconhece a gravidade do momento e diz avaliar diariamente o cenário para a adoção de medidas que possam dar assistência à população.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Itapiranga - SC
Atualizado às 10h28 - Fonte: Climatempo
36°
Poucas nuvens

Mín. 28° Máx. 38°

34° Sensação
22.3 km/h Vento
23.1% Umidade do ar
90% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (21/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 25°

Sol com muitas nuvens e chuva
Quarta (22/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 29°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias