Segunda, 19 de Abril de 2021 08:55
(55) 99612-5337
Destaque CHAPECÓ

Bolsonaro visita estrutura do Centro de Eventos, usada para atender pacientes com Covid-19 em Chapecó

A visita de Bolsonaro foi confirmada pelo próprio presidente, segunda-feira (05) durante o evento do ‘Programa Casa Verde e Amarela’ no Distrito Federal.

07/04/2021 14h06
449
Por: Redação1 Fonte: Agência Brasil EBC e Clic RDC
Agência Brasil divulgação
Agência Brasil divulgação

O presidente chegou por volta das 9h, no aeroporto Serafim Enoss Bertaso, onde foi recepcionado por autoridades e simpatizantes. Ele conversou com as pessoas que aguardam a chegada dele, também tirou fotos. Ao som de “mito”, populares que estavam no local comemoravam a vinda de Bolsonaro a Capital do Oeste.

Após a recepção no aeroporto Serafim Enoss Bertaso, a comitiva presidencial se deslocou ao Centro de Cultura e Eventos, onde o presidente irá conhecer a estrutura montada no local, durante o pior momento da pandemia no município para atender os pacientes com coronavírus. No aeroporto, além das equipes que trabalham para garantir a segurança e deslocamento de Bolsonaro, haviam simpatizantes que também aguardavam pela chegada dele.

Após a parada em Chapecó, Bolsonaro segue viagem para Foz do Iguaçu (PR), onde participa de dois eventos nesta tarde. Às 14h, ele estará na solenidade de entrega da ampliação da pista de pouso e decolagem do aeroporto internacional da cidade e da inauguração do novo pátio de manobras e da duplicação da via de acesso ao aeroporto. Na sequência, participa da posse do novo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, general João Francisco Ferreira.

No fim da tarde, o presidente da República deixa Foz do Iguaçu com destino a São Paulo, onde jantará com empresários. O retorno a Brasília está previsto para 23h.

Centro de atendimento

De acordo com o prefeito de Chapecó, João Rodrigues, a estrutura do Centro Avançado de Atendimento Covid-19 foi montada em momento crítico de falta de leitos com ajuda de empresários da cidade, que doaram R$ 2,5 milhões. A unidade passou a atender no dia 24 de fevereiro como um local de passagem enquanto os pacientes aguardavam vagas em hospitais.

Agora, com a desativação, parte dos equipamentos será emprestada a outros municípios e parte será preservada no centro de eventos para o caso de uma nova onda de contágio.

Nos últimos meses, Chapecó adotou diversas medidas restritivas para conter o agravamento da pandemia de covid-19, como toque de recolher, fechamento do comércio e mais ações de fiscalização. Segundo o prefeito, a testagem rápida e o tratamento imediato também foram importantes no combate à doença.

De acordo com o boletim divulgado ontem (6), o município tem 34.116 casos confirmados e 541 óbitos por covid-19. Entre os 606 casos ativos, de pessoas que estão com doença, 187 vítimas estão internadas, sendo 121 em unidades de terapia intensiva. Com cerca de 220 mil habitantes, Chapecó já vacinou 21.023 pessoas com a primeira dose e 8.537 pessoas com a segunda dose de vacinas contra a covid-19.

Anúncio da vinda a Chapecó

A visita de Bolsonaro foi confirmada pelo próprio presidente, segunda-feira (05) durante o evento do ‘Programa Casa Verde e Amarela’ no Distrito Federal. “Deixo claro que quarta ou quinta-feira estarei em Chapecó, onde visitei o prefeito João Rodrigues, onde fez um trabalho excepcional e importante com um atendimento na ponta da linha a quem necessitava-se. Foi uma obra fantástica por parte dele, é um exemplo a ser seguido, por isso estou indo pra lá”, disse o presidente na ocasião. 

Durante o evento, Bolsonaro ainda citou que viria para Chapecó para mostrar ao Brasil que o vírus é grave, mas que há formas de combatê-lo. Também como em Chapecó os médicos têm o dever e a liberdade de trabalhar, isso auxiliou na redução dos casos.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias