Sábado, 12 de Junho de 2021 19:44
(55) 99612-5337
Geral Rio Grande do Sul

Secretaria da Saúde e Cosems estimam vacinar até setembro, com primeira dose, toda a população até 18 anos

Cálculos feitos pela Secretaria da Saúde a partir de projeções do envio de remessas de vacinas anunciadas pelo Ministério da Saúde indicam que até setembro deste ano todo o público prioritário do RS, estimado em 8.946.

04/06/2021 17h55
27
Por: Redação1 Fonte: Secom Rio Grande do Sul
Público prioritário do RS, estimado em 8.946.899 pessoas, deve estar imunizado com a primeira dose até setembro - Foto: Cristine Rochol / PMPA / Divulgação
Público prioritário do RS, estimado em 8.946.899 pessoas, deve estar imunizado com a primeira dose até setembro - Foto: Cristine Rochol / PMPA / Divulgação

Cálculos feitos pela Secretaria da Saúde a partir de projeções do envio de remessas de vacinas anunciadas pelo Ministério da Saúde indicam que até setembro deste ano todo o público prioritário do RS, estimado em 8.946.899 pessoas, deve estar imunizado com a primeira dose (D1) da vacina contra a Covid-19.

Conforme estimativas, seria possível, em setembro, avançar na vacinação da faixa etária de 18 a 29 anos com a D1, fechando essa etapa no Estado. Até dezembro, a previsão é completar o esquema vacinal do grupo prioritário, com a aplicação da segunda dose (D2) em todos que têm direito.

Em vídeo publicado nas redes sociais, o governador Eduardo Leite destacou a boa notícia. "Temos, sim, a perspectiva de poder vacinar toda a população adulta do RS até o final do mês de setembro com a primeira dose. O RS é o Estado que mais vacina sua população. Estamos sempre no topo do ranking e somos o Estado que tem maior percentual da população com as duas doses da vacina. Essa é uma corrida em que todos ganham, e no Rio Grande do Sul, vamos continuar trabalhando para proteger sempre a nossa população", enfatiza Leite. 

-
Foto: Reprodução/Secom Rio Grande do Sul

De acordo com a secretária da Saúde, Arita Bergmann, o governo tem expectativa de que o Ministério da Saúde seja regular no envio das remessas e cumpra o calendário anunciado. "Estamos mobilizados para continuar na distribuição ágil de todas as remessas, e os municípios seguem comprometidos de que não podemos deixar doses paradas nos postos, dinâmica que nos permite estar sempre no topo do ranking da vacinação no país. É fundamental que possamos cumprir esse cronograma para protegermos a população”, afirma Arita Bergmann.

Para o presidente do Conselho das Secretarias Municipais da Saúde (Cosems/RS), Maicon Lemos, o avanço da imunização no Estado será capaz de reduzir os casos graves da doença e impactar nas taxas de ocupação de leitos de UTI e enfermaria da rede de saúde, que atingem índices preocupantes. “Se garantidas as entregas de vacinas, os municípios gaúchos estão prontos para continuar imunizando em ritmo acelerado”, afirma Lemos.

PREVISÃO DE VACINAÇÃO DA POPULAÇÃO GAÚCHA

calendario-vacinacao-covid.jpg
Foto: Reprodução/Secom Rio Grande do Sul

Texto: Ascom SES
Edição: Secom 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias