Quarta, 26 de Janeiro de 2022 11:05
(55) 99612-5337
34°

Pancada de chuva

Itapiranga - SC

Dólar com.

R$ 5,42

Euro

R$ 6,11

Peso Arg.

R$ 0,05

Geral DETENTO

Padrasto condenado por estupro tem coração arrancado na cadeia

O detento havia sido condenado pela prática do estupro de sua enteada de cinco anos

19/08/2021 19h20 Atualizada há 5 meses
Por: Redação1 Fonte: Goio News
Divulgação
Divulgação

DETENTO CONDENADO POR ESTUPRAR A ENTEADA DE CINCO ANOS TEM CORAÇÃO ARRANCADO E PÊNIS DECEPADO DENTRO DE CELA...

Na manhã da quarta-feira (18) um detento de 30 anos foi encontrado morto dentro de sua cela, onde estava preso na Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste (Peco), no Noroeste do Paraná. Alex Sandro de Souza Mota, de 30 anos, foi vítima de homicídio. Seu corpo foi encontrado de manhã por agentes penitenciários. Mota foi condenado por estupro contra a enteada de apenas cinco anos. O caso aconteceu em Goioerê.

Ele foi executado com um golpe no pescoço. O autor usou o cabo de uma escova de dentes para desferir o golpe. Na sequência teve o coração arrancado e o pênis cortado e colocado na boca.
A Polícia Civil (PC) de Cruzeiro do Oeste já elucidou o caso e descobriu que o crime foi praticado por três colegas de cela. Um deles é apontado como responsável por executar Mota e os outros dois por ajudarem a segurá-lo.

O Delegado de Cruzeiro do Oeste, Isaías Cordeiro de Lima, informou que na cela estavam cinco (5) detentos. L.B.R. (22 anos) é o suspeito de ter praticado o crime, sendo auxiliado por K.R.I. (22 anos) e J.M.S.C. (31 anos).

L.B.R. golpeou Mota com a escova de dentes no pescoço, o que causou sangramento. Ele percebeu que possivelmente teria matado a vítima e deitou Mota em uma cama. Depois começou a fazer incisões usando uma lâmina de barbear. O objetivo era retirar o coração (colocado em um recipiente plástico) e o pênis (colocado na boca da vítima).
O corpo foi deixado no local e os companheiros de cela limparam o local, para dificultar coleta de informações que pudessem levar à identificação do autor.

Assim que o crime foi descoberto, a Polícia Civil e Científica foram para a Peco e iniciaram os interrogatórios, que indicaram como o assassinato ocorreu e a autoria. Os acusados foram levados para a Delegacia para interrogatório. O delegado disse que também serão ouvidas as pessoas que estiveram por primeiro na cela.

Isaías Cordeiro informou que, segundo o executor, após desferir o primeiro golpe com o cabo de uma escova dental, ‘vozes’ disseram para proceder conforme narrado. O fato indica que o detento pode ter algum tipo de perturbação mental.

Em razão da elucidação dos fatos, a partir de agora a Polícia Civil representará pela expedição de mandado de prisão preventiva em face dos autores do homicídio. O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) disse a OBemdito que um procedimento será instaurado.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Umuarama.

MAIS NOTÍCIAS

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias