Sábado, 29 de Janeiro de 2022 06:56
(55) 99612-5337
Geral AMAZONAS

Menino de 9 anos que era torturado pelo pai é resgatado no Amazonas

O casal foi preso em flagrante pelo crime.

08/12/2021 07h55
Por: Redação1 Fonte: G1
Divulgação
Divulgação
Um menino de 9 anos que era torturado pelo pai e pela madrasta foi resgatado pela Polícia Civil na segunda-feira (6), em Manaus. O casal foi preso em flagrante pelo crime.
Segundo informações da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), o caso ocorreu no bairro Gilberto Mestrinho, na Zona Leste da capital.
Segundo a delegada Joyce Coelho, a criança era acorrentada durante a noite e dormia assim e, caso necessitasse ir ao banheiro, ninguém o ajudava. O menino apanhava constantemente por qualquer motivo.
Em depoimento à polícia, o pai contou que acorrentava a criança todas as noites pelo fato de o menino urinar na cama da irmã mais nova e também tomar o iogurte dela. O menino teria começado a morar com ele após a separação dos pais. A mãe biológica teria abandonado o garoto há cerca de 4 anos.
Segundo informações da polícia, o garoto frequentava a escola no período da tarde, mas ficava calado sobre a violência que sofria por medo de apanhar mais caso alguém ficasse sabendo da situação.
Além da criança que era acorrentada, outras duas, de 8 e de 2 anos, também moravam na casa. Não há informações se elas também eram vítimas de tortura.
O menino agredido foi levado a um abrigo. Os outros dois filhos do casal vão ficar com parentes.
De acordo com a Depca, o casal responderá pelo crime de tortura. Eles serão encaminhados à audiência de custódia na Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário. O crime de tortura tem pena de até 8 anos e pode ser agravado pelo fato de o agressor ser o pai biológico e de a tortura ser cotidiana.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias