Itapiranga/SC - Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
www.oestemania.net


5 de novembro de 2019

Santa Catarina investe na modernização da ações de defesa agropecuária

Produtores rurais, lideranças e técnicos debateram a modernização de ações de defesa agropecuária em Santa Catarina durante o Fórum Catarinense de Prevenção à Febre Aftosa nesta terça-feira, 5, em Chapecó. Há 19 anos livre de febre aftosa sem vacinação, os catarinenses se preparam para o momento em que outros estados brasileiros deixarão de imunizar seus animais contra a doença.

Presente no evento, a vice-governadora Daniela Reinehr ressaltou a importância da união entre produtores rurais, iniciativa privada e Governo do Estado para manter o status sanitário conquistado por Santa Catarina. “Em maio, completamos 12 anos como zona livre de febre aftosa sem vacinação e isso faz da nosso estado uma referência em sanidade e defesa agropecuária. Ao mesmo tempo em que isso precisa ser comemorado, exige dos entes envolvidos ainda mais responsabilidade, dedicação e muito trabalho para mantermos esta posição”.

Referência em sanidade animal, Santa Catarina é o único estado do país reconhecido como área livre de febre aftosa sem vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). O secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa, explica que a certificação internacional demonstra um cuidado extremo com a saúde dos rebanhos, tanto que essa é uma exigência dos mercados considerados premium, como Estados Unidos, Coreia do Sul e Japão, para a compra de carnes.

O setor produtivo catarinense se prepara agora para a retirada da vacinação em outros estados. O Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação de Febre Aftosa (PNEFA) pretende ampliar as zonas livres da doença sem vacinação no país, começando pelo Paraná, que deixará de imunizar seus rebanhos a partir de novembro deste ano.

“Santa Catarina conquistou um status sanitário diferenciado em 2007, mas desde 2000 os animais não são vacinados no estado. Essa conquista foi um grande desafio, porém os esforços são gigantescos para manter nossos rebanhos livres da febre aftosa. O Fórum é um espaço para reunirmos especialistas, técnicos e produtores para debatermos e reforçarmos nossos trabalhos. Temos uma situação nova no país. Nós temos que ficar alertas e intensificar as ações de defesa nesse período”, destaca o secretário Ricardo de Gouvêa.

Modernização na defesa agropecuária de Santa Catarina

Os participantes do Fórum puderam conhecer as novas ações da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) na defesa sanitária animal. Santa Catarina conta hoje com 299 médicos veterinários do setor público e privado atuando em todo o estado, além de 428 auxiliares agropecuários cuidando das 63 barreiras sanitárias.

Desde o início de 2019, a Cidasc vem intensificando o controle nas barreiras, principalmente do transporte de animais e de produtos de origem animal, e os eventos agropecuários têm uma presença constante de médicos veterinários para a vigilância ativa dos rebanhos e de possíveis doenças.

As novas ações da defesa sanitária contemplam ainda a realização de simulados e treinamentos para reação a focos de doenças; análise de risco; ampliação de parcerias com a iniciativa privada para educação sanitária e vigilância; atuação em conjunto com outros órgãos do Governo do Estado para reforçar as ações de defesa agropecuária como, por exemplo, o trabalho com a Polícia Militar para modernização de barreiras sanitárias e controle de documentação.

Status sanitário diferenciado gera competitividade

Ser livre de febre aftosa sem vacinação foi fundamental para que Santa Catarina se tornasse líder na produção e exportação de carne suína. Hoje, o estado exporta carne suína para mais de 65 países e os embarques geraram receitas de US$ 392,5 milhões no primeiro semestre de 2019.

Além disso, a carne bovina e o leite produzidos em SC  possuem um grande diferencial competitivo. “Somos área livre de febre aftosa sem vacinação, temos o menor índice de brucelose e tuberculose do país. Esses são diferenciais importantes que devem ser uma marca dos produtos catarinenses”, ressalta o secretário.

Febre aftosa pode causar prejuízo milionário

A entrada do vírus da febre aftosa causa uma verdadeira destruição na economia. Em sua palestra, o pesquisador da Embrapa Suínos e Aves, Luizinho Caron, demonstrou qual o impacto financeiro que a doença pode acarretar, utilizando como exemplo os focos encontrados no Reino Unido em 2001.

No Reino Unido foram sete meses com focos de febre aftosa que levaram ao abate de 10 milhões de bovinos, 35 milhões de ovinos e 5 milhões de suínos. O prejuízo financeiro devido à presença da doença é estimado em até US$ 18,4 bilhões.

Luizinho Caron acredita que um foco de febre aftosa em Santa Catarina causaria prejuízos semelhantes ou maiores do que os registrados no Reino Unido em 2001. “Santa Catarina é um estado exportador. Pensando grosseiramente, esse impacto seria maior, ainda mais porque a base da economia catarinense está no agronegócio”, explica.

Atualmente, focos de febre aftosa são encontrados em países da América do Sul, Ásia e África. O Brasil registrou o último foco em 2006 e é considerado área livre da doença com vacinação.

Vigilância permanente

A erradicação da doença em Santa Catarina fez com que o estado tenha regras especiais para o trânsito de animais. Já que é proibido o uso de vacina contra febre aftosa em todo o território catarinense, não é permitida a entrada de bovinos provenientes de outros estados. Para que os produtores tragam ovinos, caprinos e suínos criados fora de Santa Catarina é necessário que os animais passem por quarentena tanto na origem quanto no destino e que façam testes para a febre aftosa, exceto quando destinados a abatedouros sob inspeção para abate imediato.

O Governo do Estado mantém ainda um sistema permanente de vigilância para demonstrar a ausência do vírus em Santa Catarina. Continuamente, a Cidasc realiza inspeções clínicas e estudos sorológicos nos rebanhos, além de dispor de uma estrutura de alerta para a investigação de qualquer suspeita que venha a ser notificada pelos produtores ou por qualquer cidadão. A iniciativa privada também é uma grande parceira nesse processo, por meio do Instituto Catarinense de Sanidade Agropecuária (Icasa).

Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

voltar

Últimos vídeos

Uma homenagem com muito Amor, Emoção e Saudade, marcou a noite desta segunda-feira no porto da barca em Itapiranga. Coragem e bênção a todos. Descanse em Paz Andrei.

Posted by Portal Oeste Mania on Tuesday, November 12, 2019

Boi no Rolete em Santa Cruz Itapiranga

Reservas de barril de chopp (Fritz Bier), almoço e mesas, com Astor e Sirlei Immig pelos fones (49) 3194 1394, ou Whats Astor (49) 99127 4920 e Sirlei (49) 99959 4527 Pontos de vendas de almoço:Em Itapiranga: Comercial Cordilheira, Comercial Flach, Comercial Andreola em Soledade, Comercial Guisa, Bar e Mercado UIP, Sorveteria Tropical, Fruteira Gielh, Posto BR, Eurofrig. Em São João do Oeste: LK Bebidas, Restaurante Cheirinho Bom, Comercial Kun em Ervalzinho, Mercado Super em Cristo Rei. Em Iporã na Eurofrig e no Hora Certa.

Posted by Portal Oeste Mania on Monday, November 11, 2019

Boi no Rolete em Santa Cruz Itap...

Repórter Farroupilha

Já viu algo parecido?Os irmãos Artur, 5 e Alisson, de 11 anos, sobrinhos do Juliano Borges, gaiteiro do João Luiz Corrêa.Repórter Farroupilha Giovani Grizotti direto de Campo Bonito, distrito de Itapuca no RS.De arrepiar!

Posted by Portal Oeste Mania on Tuesday, October 29, 2019

O melhor vídeo de gaiteiros até ...

Temporal de vento seco que durou mais de meia hora, e após chuva forte, deixou a população em alerta na madrugada desta segunda-feira em Itapiranga e região. Como foi o tempo aí?

Posted by Portal Oeste Mania on Monday, October 28, 2019

Temporal em Itapiranga

Santa Catarina na Oktoberfest

Assustados pensando que o avião iria cair, mas foi totalmente incrível.Banda alemã Voxxclub, que está em Santa Catarina na Oktoberfest fez um Flash-Mob no vôo Brasil/Blumenau.

Posted by Portal Oeste Mania on Friday, October 18, 2019

Santa Catarina na Oktoberfest

Classificados

Motos
Motos novas e usadas na Francar Itapiranga

Motos novas e usadas na Francar Itapiranga

carro
SIENA HLX FLEX 2008 na Francar Itapiranga

SIENA HLX FLEX 2008 na Francar Itapiranga

© Copyright 2019